Pesquisar
Pesquisar
Ir para o site
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

As 8 motos mais roubadas no Brasil

Você sonha em comprar aquela moto, economiza, até que consegue garantir a sua duas rodas, e já planeja pegar a estrada e fugir daquele trânsito caótico. Porém, a moto que você escolher pode ser uma das motos mais roubadas no Brasil.

Durante a pandemia o índice de roubo de moto não ficou mais amena. As cinco cidades com maiores registros de roubo de moto são:

  1. São Paulo;
  2. Rio de Janeiro;
  3. Belo Horizonte;
  4. Porto Alegre;
  5. Salvador.

Confira quais as motos mais roubadas aqui abaixo:

As 8 motos mais roubadas 2020

Motos mais visadas pra roubo da Honda

Os modelos nessa categoria não são os mais novos, porém são muito procurados por causa do seu valor acessível. A grande procura por parte dos consumidores os fazem entrar na lista das motos mais visadas para roubo em 2020:

  • Honda CG Titan de 125 e 150 – registro de 29.336 ocorrências;
  • Honda Biz – registro de 7.059 ocorrências;
  • Honda CB 250 Twister – registro de 5.946 ocorrências;
  • Honda NXR 150 Bros – registro de 2.665 ocorrências;
  • Honda XRE 300 – registro de 1.779 ocorrências;
  • Honda NX Falcon – registro de 1.585 ocorrências.

Motos mais roubadas em 2020 da Yamaha

Apesar de as motos da Yamaha até 450cc serem em menor quantidade do que os modelos Honda, elas ainda estão na lista de motos mais roubadas:

  • Yamaha YBR – registro de 3.370 ocorrências;
  • Yamaha 250 Fazer – registro de 1.841 ocorrências.

Outras marcas também aparecem na lista, pois esse tipo de transporte é muito procurado. Então uma moto bmw é visada para roubo também, mas como não há tantos modelos circulando como as citadas acima, ela não entra nas 8 mais roubadas.

O que pode ser feito para evitar o roubo ou furto?

Uma opção poderia ser evitar a compra de um modelo muito visado por criminosos. Porém, não é justo deixar de ter algo porque alguém mal intencionado tem maior ou menor chance de tirar o bem que você trabalhou tanto para conseguir.

Então, o melhor é:

  • Evitar deixar a moto na rua;
  • Deixá-la em estacionamentos de confiança;
  • Evitar ruas desertas à noite;
  • No caso de urgências e quando for inevitável deixá-la na rua, colocar cadeados;
  • Instalar um alarme;
  • Por fim, o mais importante: ter um seguro.

Na hora de orçar o seguro de sua moto, é importante buscar uma seguradora que ofereça uma cobertura específica para o que você realmente você precisa para proteger seu bem, ou seja, sem serviços desnecessários que você não vai usufruir.

Como sabe, o seguro completo sempre é a melhor opção, mas as vezes ele fica muito caro para seu bolso, e melhor que contratar um serviço de proteção veicular informal, sem a regularidade de uma SUSEP, é verificar com seu corretor, a possibilidade de contratar um seguro exclusivo de FURTO E ROUBO + assistência 24h.

Na Suhai, por exemplo, sua indenização pode chegar até 100% da tabela FIPE, possui assistência 24h em todo Brasil, e o valor do seguro pode chegar até 80% menor que um seguro completo.

Se você é um motorista consciente, dirige com responsabilidade e respeita as leis de trânsito, seu risco de colidir é quase zero, e desta forma, pode fazer uma ótima economia!

Cote já com seu corretor, e caso não tenha um, solicite imediatamente uma corretora pelo nosso site: https://suhaiseguradora.com/.

Você tem algum desses modelos? Como faz para proteger a sua moto?

Cotação seguro roubo furto moto