Pesquisar
Pesquisar
Ir para o site
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

5 conselhos para se proteger contra o roubo e furto de moto

Devido aos engarrafamentos, ao custo/benefício ou mesmo à satisfação pessoal, muitas pessoas têm se interessado pelas motos como alternativa de transporte, principalmente nos grandes centros urbanos. Porém, com esse aumento de mercado, também têm crescido os índices de furto de moto.

Por serem alvos mais acessíveis, já que o condutor está exposto, e a fuga e a ocultação serem mais fáceis, todo proprietário de moto, ainda que não seja das motos mais visadas, acaba se tornando alvo de abordagens e mesmo furtos — caso em que o veículo é subtraído sem uso da força ou ameaça.

No meio de tanta violência, o melhor é não facilitar. Dessa forma, os criminosos pensarão duas vezes antes de escolher você como vítima. Nós separamos 5 conselhos para você se proteger contra furto e roubo de motos e evitar ao máximo maiores dores de cabeça.

1. Mude sua rotina

Sair sempre nos mesmos horários e utilizar sempre o mesmo caminho pode fazer com que você gaste menos combustível e pegue menos trânsito, mas também facilita para que os criminosos planejem uma abordagem, escolhendo o momento ideal com bastante calma.

Por isso, mude sua rotina. Seja o mais imprevisível possível. Varie seu caminho, mesmo que isso signifique andar algumas quadras a mais, e alterne seus horários. Melhor chegar mais cedo ou um pouco atrasado a um compromisso do que passar pelo perigo de um roubo.

2. Redobre a atenção ao pilotar

Nunca hesite em checar os retrovisores. Esteja sempre com um olho no trânsito e outro em quem está chegando por trás. A qualquer movimentação suspeita, prefira parar em um local seguro, como postos de gasolina ou estacionamentos movimentados, e dar um tempo. Isso desencorajará uma perseguição.

Evite trafegar à noite, especialmente de madrugada e em lugares ermos. No entanto, se for preciso, cuidado ao parar nos semáforos e não ande desatento, como se estivesse perdido. Prefira sair logo do local, se informar e só depois retornar.

3. Cuidado ao estacionar

O momento em que a moto está parada é o mais crítico para o roubo de moto. Portanto, escolha lugares que dificultem a ação dos bandidos. Locais com grande movimentação de pessoas ou em frente a guaritas e portarias sempre acabam inibindo um pouco mais atos criminosos.

Seja rápido ao subir e descer da moto. Quanto mais tempo demorar para dar a partida e sair, maior é a chance de sofrer uma abordagem.

E prefira sempre parar em estacionamentos. Além de ser mais difícil de acontecerem roubos, sua moto, na maioria das vezes, estará segurada pelo estabelecimento.

4. Utilize itens de segurança para evitar o furto da moto

De qualquer forma, é bom investir um pouco em alguns itens de segurança. Uma trava de roda ou uma corrente, por mais simples que sejam, podem ser fatores negativos para o criminoso.

Dá também para utilizar soluções tecnológicas como alarmes com bloqueadores ou rastreadores, mas há alguns problemas neles. Os alarmes com bloqueadores podem ser um risco em um assalto a mão armada, por exemplo, se a moto parar próxima ao local.

Já a maioria dos modelos de rastreadores é dos que podem ser inutilizados facilmente por meio de dispositivos tecnológicos. E, nesses casos, as empresas de rastreamento não garantem o ressarcimento do valor do veículo.

5. Contrate um seguro que protege de roubo e furto de moto

A ação mais eficaz, sem dúvidas, é a contratação de um seguro de motos. Isso porque o valor de seu veículo será pago a você em caso de perda definitiva ocasionada por roubo ou furto. Dessa forma, até mesmo a reação a um assalto fica mais tranquila, diminuindo o perigo de ser ferido.

Além disso, as seguradoras também têm investido em soluções de localização de veículos roubados, o que aumenta as chances de reaver sua moto, dando ao proprietário toda a assistência, como traslado e acompanhamento no momento do resgate do bem.

Como o seguro de moto, quase que sempre, é muito elevado, indicamos aqui o seguro exclusivo de furto e roubo, pois ele possui um custo mais em conta, podendo chegar numa economia de até 80% em relação ao seguro completo.

Bônus: dicas simples para driblar a insegurança

Se a violência, principalmente nos grandes centros urbanos, infelizmente é inevitável, veja algumas dicas simples para manter a sua segurança:

➤ Não estacione em ruas desertas, opte de preferência por parar o seu veículo na fachada de comércios ou portarias de prédios.

➤ Tenha cuidado até mesmo nas garagens, tanto comerciais quanto na da sua residência.

➤ Evite parar sua moto na frente dos carros quando o semáforo fechar. O melhor lugar é entre dois carros, evitando a aproximação de uma outra moto com ação sinistra.

➤ Evite usar bolsas, joias ou pertences de alto valor.

➤ Sempre deixe uma carteira com algum dinheiro próximo ao corpo, em local de fácil localização em caso de um assalto e os documentos particulares num outro local mais escondido (ex.: dentro da calça numa outra carteira mais discreta).

➤  Sempre que possível, ande em um grupo de motociclistas.

➤ Nunca reaja em caso de uma abordagem de sinistro.

➤ Em sites especializados, consulte os locais de maior risco de sinistralidade, evitando passar por eles.

Para orientar os motociclistas paulistanos, a Federação dos Motoclubes do Estado de São Paulo (FMC) divulgou uma listagem com os principais pontos e regiões mais perigosas para o roubo e furto de moto. Confira:

Marginal Pinheiros – Avenida Aricanduva – Sistema de rodovias Anhanguera e Bandeirantes – Avenida dos Bandeirantes – Rodovia Castello Branco – Avenida Mutinga – Região do cruzamento das avenidas Rio Branco e Duque de Caxias – Avenida São João – Rua General Osório – Rodoanel Mário Covas.

Fonte de imagens: suhai.sg/2fF1P5b  suhai.sg/2fF8HQ6 suhai.sg/2fgSiRu suhai.sg/2eVRwWU suhai.sg/2eNjAhC

Cotação seguro roubo furto moto