Faça sua cotação

É Essencial. É Seguro. É Suhai.

BLOG DO CONDUTOR

Conheça algumas “Pegadinhas” mais comuns em postos de gasolina

Publicado por Vanessa Luchini em 05-04-2018 10:47

conheca-algumas-pegadinhas-mais-comuns-em-postos-de-gasolina

Você deve conhecer essa história: você embica seu carro no posto de gasolina, dá a chave ao frentista, pede para encher o tanque e, em menos de um minuto, começam as perguntas: “Quer que eu cheque o óleo?”, “Não quer que eu dê uma olhadinha no fluido?”. No caso de nós mulheres, então, a oferta de “serviços exclusivos” pode ser infinita.

Mas a verdade é uma só: em um posto de combustível desconhecido, o ideal é apenas abastecer seu veículo. Os demais serviços de conferência devem ser feitos em casa ou em uma oficina mecânica de confiança. Isso não quer dizer que todos postos aplicam “pegadinhas”, mas caso você esteja abastecendo em um posto que não é de seu costume usufruir destes serviços extras, é bom ficar atento!

Portanto, quando te abordarem no posto de gasolina, tome muito cuidado, pode vir pegadinha por aí. Veja quais são as perguntas mais frequentes e como evitar ser enganado:

“ Quer checar o nível do óleo?”

A resposta mais correta é: Não. Afinal, se você foi dirigindo até o posto, o óleo estava em movimento, ou seja, é claro que a vareta acusará nível baixo. E ao “completar” o óleo sem necessidade e exceder o limite, o carro trabalhará com uma pressão maior, danificando as peças internas e os retentores.

“ Não quer completar e encher até a boca?”

À primeira vista essa pergunta não parece uma pegadinha, mas o problema é que, ao passar do limite, a pressão do sistema fica negativa e o filtro pode ser obstruído. Além disso, como falta ar para gerar pressão, o sistema terá que fazer mais força para trabalhar.

“ Pode conferir a água?”

A lógica é a mesma do óleo: deve-se medir a quantidade de líquido de arrefecimento apenas com piso nivelado e motor frio. Isso porque, enquanto circula, a água absorve o calor do motor, se expande e pressuriza, o que faria parecer que o nível de água é maior. Sem contar o risco de queimadura! Não é a toa que as tampas dos reservatórios possuem o aviso “não abrir quando quente”.

“ Quer completar o fluido?”

O nível do fluido do freio só fica abaixo do normal quando há um desgaste das pastilhas, sapatas ou discos ou quando a tubulação apresenta vazamento. Para qualquer um desses problemas, só há uma solução: levar ao seu mecânico de confiança.

“ O pneu tá meio baixo. Quer calibrar?”

O problema aqui não é a pergunta em si. Calibrar qualquer um pode fazer - inclusive você mesmo. O perigo é quando o frentista não questiona qual a calibragem correta para o seu automóvel.

Não se esqueça de que cada veículo tem uma configuração específica, determinada no manual! Qualquer alteração na calibragem pode danificar seus pneus.

E como não cair em uma armadilha?

nao-quer-completar-e-encher-ate-a-boca

Para evitar ser vítima de alguma pegadinha, só tem um jeito: fazer uma constante avaliação do seu carro. E isso pode ser feito à partir de alguns passos simples:

  1. Ao ligar o veículo pela primeira vez, seja de manhã, de tarde ou de noite, verifique o nível de óleo, a água e se os pneus estão calibrados.
  2. Ao ligar o motor, confira se a temperatura se estabilizou com acionamento da ventoinha.
  3. Na sequência, acione o pedal do freio para verificar a pressão.
  4. Confira ainda se o sistema elétrico está em ordem, acionando os botões de setas, faróis, pisca-alerta etc.
  5. Por último, dê uma olhadinha para ver se o extintor de incêndio está no lugar - geralmente na parte de baixo do banco.

Seguindo esses procedimentos básicos, você fica ciente de que está tudo em ordem e não corre o risco de cair em alguma pegadinha do posto de gasolina.

Você sabia que existe “pegadinha” também em seguro?

Pois é, isso é tema para outra matéria, mas para não cair em nenhuma armadilha, contrate sempre o seguro para seu veículo com um corretor de confiança.

Se ele não te oferecer uma opção de seguro com cobertura reduzida de Furto e Roubo, com preços até 80% menos que o seguro completo, assistência 24h em todo o Brasil, ausência de franquia e aceitação para qualquer modelo de veículo, seja ele de que marca ou ano for, peça para ele o seguro da Suhai!

Se não tiver corretor, solicite um em nosso site: www.suhaiseguradora.com

Cotação Seguro Veículo

Categorias: Prevenção

Escrito por Vanessa Luchini

Vanessa Luchini é a coordenadora de marketing da Suhai Seguradora. Com mais de 15 anos de experiência atuando em grandes Agências de Publicidade, ela cuidou de importantes marcas e empresas de diversos segmentos, desde redes de varejos até líderes em tecnologia e bancos. Mais do que ninguém, ela acredita na responsabilidade do marketing como moderador entre produtos e pessoas. Para ela, a internet não permitiu apenas a conexão entre computadores, mas também foi responsável por conectar empresas com seu público, gerando uma relação mais honesta e transparente. Apaixonada por cães, dançar e curtir a família.


Últimas notícias

Assine nosso blog para receber nossos artigos por e-mail

eBook: Será que meu carro pode ser segurado?
Seguro para Moto
Seguro para caminhão