<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1495887834065472&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Faça sua cotação

É Essencial. É Seguro. É Suhai.

BLOG DO CONDUTOR

As marcas de motos mais roubadas no Brasil

Publicado por Patrick Faria em 15-03-2017 9:00

As marcas de motos mais roubadas no Brasil

Você sonha em comprar aquela moto, economiza, até que consegue garantir a sua duas rodas, e já planeja pegar a estrada e fugir daquele trânsito caótico. Porém, a moto que você escolher pode ser um dos modelos mais roubados no Brasil.

A Superintendência de Seguros Privados (Susep) atualiza frequentemente o índice de roubos e furtos, visando informar aos portadores dos veículos do risco que correm ao sair nas ruas. Selecionamos os modelos de motos mais roubados, segundo o ranking:

Honda até 450cc

Os modelos nessa categoria não são os mais novos, porém são muito procurados por causa do seu valor acessível. A grande procura por parte dos consumidores gera o interesse dos criminosos. No total são 2.054 ocorrências de roubos e furtos.

Yamaha até 450cc

Apesar de as motos da Yamaha até 450cc serem em menor quantidade do que os modelos Honda, há no total 2.071 ocorrências de roubos e furtos

BMW até 450cc

Há um total de 10.437,67 veículos expostos. Destes, 2.175 já enfrentaram situações de roubo e furto. Diferente da Honda e da Yamaha, o custo para ter uma BMW não é tão amigável. Isso provoca maior interesse por parte dos criminosos.

Honda acima de 450cc

Esta categoria inclui, por exemplo, a CB 500F, uma moto bastante completa. O total de roubos e furtos de modelos Honda acima de 450cc no Brasil chega a 1.870 ocorrências.

Suzuki acima de 450cc

Os modelos Suzuki são bem esportivos. Muitos são usados até por praticantes de motocross. Porém, esta é uma marca que também está na mira dos ladrões, com um total de 1.822 ocorrências.

O que pode ser feito para evitar o roubo ou furto?

Uma opção poderia ser evitar a compra de um modelo muito visado por criminosos. Porém, não é justo deixar de ter algo porque alguém mal intencionado tem maior ou menor chance de tirar o bem que você trabalhou tanto para conseguir.

Então, o melhor é:

  • Evitar deixar a moto na rua;
  • Deixá-la em estacionamentos de confiança;
  • Evitar ruas desertas à noite;
  • No caso de urgências e quando for inevitável deixá-la na rua, colocar cadeados;
  • Instalar um alarme;
  • Por fim, o mais importante: ter um seguro.

Na hora de orçar o seguro de seu carro ou moto, é importante buscar uma seguradora que ofereça uma cobertura específica para o que você realmente você precisa para proteger seu bem, ou seja, sem serviços desnecessários que você não vai usufruir.

Como sabe, o seguro completo sempre é a melhor opção, mas as vezes ele fica muito caro para seu bolso, e melhor que contratar um serviço de proteção veicular informal, sem a regularidade de uma SUSEP, é verificar com seu corretor, a possibilidade de contratar um seguro exclusivo de FURTO E ROUBO + assistência 24h.

Na Suhai, por exemplo, sua indenização pode chegar até 100% da tabela FIPE, possui assistência 24h em todo Brasil, e o valor do seguro pode chegar até 80% menor que um seguro completo.

Se você é um motorista consciente, dirige com responsabilidade e respeita as leis de trânsito, seu risco de colidir é quase zero, e desta forma, pode fazer uma ótima economia!

Cote já com seu corretor, e caso não tenha um, solicite imediatamente uma corretora pelo nosso site: https://suhaiseguradora.com/.

Você tem algum desses modelos? Como faz para proteger a sua moto?

Cotação seguro roubo furto moto

Categorias: Moto

Escrito por Patrick Faria

Patrick Faria é o coordenador de marketing da Suhai. Para ele, a comunicação é fundamental para conectar as pessoas. O que mais fascina o marqueteiro é saber que ele pode interagir, dividir conhecimento e trocar experiências com diversas pessoas em qualquer lugar. Patrick também adora cozinhar e criar novos pratos. Ele acredita que a culinária é uma mistura de arte e química.


Assine nosso blog para receber nossos artigos por e-mail

eBook: Será que meu carro pode ser segurado?
New Call-to-action