Faça sua cotação

É Essencial. É Seguro. É Suhai.

BLOG DO CONDUTOR

Conheça os 4 Métodos mais Comuns de Roubo de Motos

Publicado por Vanessa Luchini em 11-07-2018 10:00

Conheça os 4 Métodos mais Comuns de Roubo de Motos

Se tem um indicador que, infelizmente, não para de crescer no nosso país é o de roubo de motos. Veja o exemplo de São Paulo: em 2017 o estado registrou um aumento de 19% neste tipo de crime, ou seja, 15.990 motocicletas foram parar nas mãos de ladrões.

E a maioria dos roubos ocorreu à noite (49,53%), seguido da madrugada (17,91%), da tarde (17,30%) e da manhã (14,86%). Os dados foram obtidos com base no sistema de Registro na Digital de Ocorrências (R.D.O.).

Com base nesses números alarmantes, levantamos os quatro métodos mais comuns de roubo de motos, para que você fique atento caso se encontre em algumas destas situações.

Por meio de anúncios de vendas pela Internet

Você anuncia sua moto na Internet. O ladrão vê e solicita um encontro. Ele fará todo o possível para testar a motocicleta, entregando uma identidade falsa e propondo um argumento “infalível”: deixar as chaves do carro ou da motocicleta que usou para chegar ao local.

Na boa fé, você acaba permitindo que o ladrão experimente a moto e, claro, nunca mais voltará a vê-la, já que o veículo que o golpista usou também é roubado.

O enorme problema enfrentado por quem sofre este tipo de golpe é que a pessoa entrega as chaves voluntariamente a um estranho e isto não é classificado como roubo. Fica difícil, portanto, comprovar que foi um crime.

Enquanto você está dirigindo

Você está pilotando tranquilamente e, de dentro de um veículo com duas pessoas (carro ou motocicleta), alguém faz um sinal de que alguma coisa caiu da sua moto. O objetivo aqui você já pode imaginar qual seja: fazer com que o motociclista pare e desça da moto para verificar o que pode ter caído. A partir daí, o ladrão que viajava como carona sai do veículo e rouba sua moto, usando uma arma ou a própria força.

O falso acidente

O objetivo é o mesmo que o do golpe anterior: fazer você parar. Nesse caso, os ladrões apelam para o lado solidário do motociclista: forjam um acidente e, quando você desce da moto para ajudar, eles levam o veículo. De tão usado, esse golpe já passou a ser mais facilmente identificado e se tornado menos comum.

Nos semáforos

Nos semáforos

Outra tática é simplesmente roubar sua moto enquanto você está esperando no sinal vermelho. Eles te dão um golpe e levam o veículo embora. Por isso, sempre esteja muito atento à movimentação ao redor na hora de parar no semáforo.

E como se proteger de um eventual roubo ou furto?

98% das motos não tem seguro ainda no Brasil, e isso acontece porque os preços, geralmente, são muito altos para este perfil de veículo e muitas seguradoras nem aceitam mais fazer seguro para muitos modelos.

Se você possui uma moto e está sem seguro por causa de um destes 2 motivos, temos uma boa notícia para lhe dar.

A Suhai Seguradora é especialista no seguro de Furto e Roubo, e por este motivo, aceita fazer o seguro da sua moto, independente da marca, ano ou modelo.

E o melhor: os preços chegam a custar até 80% menos que um seguro completo, e você ainda conta com assistência 24 horas em todo o Brasil.

E as vantagens não param por ai; pois a contratação é rápida, sem burocracia, e por ser uma cobertura exclusiva de furto e roubo, não há taxa de franquia. E a Suhai não aceita só motos; também aceitamos carros e caminhões de qualquer marca, ano e modelo!

Quer saber mais sobre nosso produto e garantir a proteção do seu veículo? Então peça uma cotação personalizada para seu corretor ou solicite a indicação de um em nosso site: www.suhaiseguradora.com

Cotação seguro roubo furto moto

Categorias: Moto, Curiosidades

Escrito por Vanessa Luchini

Vanessa Luchini é a coordenadora de marketing da Suhai Seguradora. Com mais de 15 anos de experiência atuando em grandes Agências de Publicidade, ela cuidou de importantes marcas e empresas de diversos segmentos, desde redes de varejos até líderes em tecnologia e bancos. Mais do que ninguém, ela acredita na responsabilidade do marketing como moderador entre produtos e pessoas. Para ela, a internet não permitiu apenas a conexão entre computadores, mas também foi responsável por conectar empresas com seu público, gerando uma relação mais honesta e transparente. Apaixonada por cães, dançar e curtir a família.


Últimas notícias

Assine nosso blog para receber nossos artigos por e-mail

eBook: Será que meu carro pode ser segurado?
New Call-to-action
eBook - Seguro para caminhão