Faça sua cotação

Blog do Condutor

Como regularizar carros rebaixados e modificados? Entenda mais!

Publicado por Vanessa Luchini em 10-12-2018 10:30

256356-como-regularizar-carros-rebaixados-e-modificados-entenda-maisAntes de fazer qualquer alteração em um veículo, é muito importante que os motoristas se atentem à legislação para não infringir nenhum regulamento do Departamento Nacional de Trânsito (Detran). Afinal, não dá para fazer as modificações que você deseja e sair andando por aí sem autorização, não é mesmo?

Dirigir um carro rebaixado sem permissão, por exemplo, é considerado uma infração gravíssima e pode resultar na perda de sete pontos na carteira, aplicação de multa e até mesmo apreensão do veículo. Ou seja, vale muito mais a pena estar de acordo com a lei do que ter que enfrentar problemas sérios no futuro.

Pensando nisso, preparamos este post com as principais etapas para regularizar carros modificados e rebaixados. Acompanhe até o fim e não seja pego desprevenido!

Informe ao Detran a intenção de modificar o veículo

O primeiro passo para deixar carros modificados ou rebaixados dentro da lei começa bem antes das alterações — você deve ir até o Detran de sua cidade para informar o tipo de modificação que deseja fazer e pedir uma autorização para dar início ao serviço.

Nessa hora, é muito importante levar fotos detalhadas de seu automóvel, antes das mudanças, de todos os ângulos possíveis. Isso vai ajudar o órgão a avaliar se as alterações que você deseja fazer são aceitas ou não para aquele modelo.

Obtenha o CSV para carros rebaixados

Se a sua intenção é rebaixar um veículo, você vai precisar obter o Certificado de Segurança Veicular (CSV) após entrar em contato com o Detran pela primeira vez.

Esse documento só é emitido após o carro passar por duas vistorias: a do Detran e a do Inmetro, que na maioria das vezes é realizada por uma unidade credenciada. Se seu carro foi aprovado em ambas as vistorias, ele estará apto a receber o CSV.

Separe os documentos necessários

Após fazer as modificações ou rebaixar o seu veículo, você deve voltar ao Detran com as fotos tiradas após as mudanças. Além disso, é necessário apresentar documento de identidade, CPF, Certificado de Registro de Veículo (CRV), comprovante de endereço, nota fiscal dos serviços realizados e, no caso de carros rebaixados, a CSV.

Com esses documentos em mãos, o Detran protocolará uma nova vistoria veicular e, finalmente, poderá emitir os novos CRVL e CRV, já com as devidas observações relacionadas às alterações.

Fique atento às taxas do serviço

Os custos para deixar carros rebaixados ou modificados dentro da legislação varia de estado para estado, mas em média não ultrapassam R$ 500,00. Veja as principais taxas de regularização no Detran:

  • autorização prévia — R$ 17,33;
  • CSV — R$ 39,66;
  • nova CRV do veículo — R$ 193,00.

 

Depois de conferir este post, você percebeu que regularizar carros rebaixados e modificados é mais fácil do que parece, não é mesmo? Não se esqueça de que é essencial buscar mecânicos especializados para fazer as alterações, evitando, assim, problemas na hora de regularizar seu automóvel.

Tão importante quanto colocar documentação em dia, é ter um seguro para seu veículo e evitar maiores dores de cabeça, não é mesmo?

E pensando nisso, a Suhai, única seguradora especialista em seguro de furto e roubo no Brasil, e com aceitação para qualquer modelo de veículo, inclusive os rebaixados e tunados, oferece um seguro de excelente custo-benefício, chegando a custar até 80% mais barato que o seguro completo, além de assistência 24 horas e ausência de franquia. Para conferir todos esses diferenciais, solicite uma indicação em nosso site!

Agora que você já sabe todas as etapas para deixar carros rebaixados e modificados em dia com a legislação, aproveite para conferir quais são as dificuldades de segurar carros blindados, rebaixados e tunados!

Cotação seguro roubo furto carro

Categorias: Carro, Seguro, Dicas

Escrito por Vanessa Luchini

Vanessa Luchini é a coordenadora de marketing da Suhai Seguradora. Com mais de 15 anos de experiência atuando em grandes Agências de Publicidade, ela cuidou de importantes marcas e empresas de diversos segmentos, desde redes de varejos até líderes em tecnologia e bancos. Mais do que ninguém, ela acredita na responsabilidade do marketing como moderador entre produtos e pessoas. Para ela, a internet não permitiu apenas a conexão entre computadores, mas também foi responsável por conectar empresas com seu público, gerando uma relação mais honesta e transparente. Apaixonada por cães, dançar e curtir a família.


Últimas notícias

Assine nosso blog para receber nossos artigos por e-mail

eBook: Será que meu carro pode ser segurado?
New Call-to-action
Seguro para caminhão
Pesquisar no Blog